MIDD DESIGN by Lígia Rézio

MIDD DESIGN by Lígia Rézio

MIDD DESIGN by Lígia Rézio

Apaixonada pelo que faz na área de design de produto e interiores, Lígia Rézio abraça mais um desafio enquanto curadora de design de interiores no projeto CASA IDEAL´14 e fala-nos da nova colecção da MIDD DESIGN a apresentar na 5ª edição do Lisboa Design Show.
A MIDD DESIGN participa no LXD pelo segundo ano consecutivo.

“ LXD é sem dúvida o evento nacional de referência nesta área.
Foi a primeira feira em que a MIDD DESIGN participou pelo que, terei sempre um carinho especial por este evento”

“É fundamental a realização de um evento nacional que promova os designers e marcas portuguesas. A grande maioria das marcas portuguesas reconhecidas internacionalmente são totalmente desconhecidas no âmbito nacional. É necessário alterar esta tendência e o Lisboa Design Show tem esse papel de relevo.”

Quem é a Lígia Rézio?
A Lígia é uma jovem de 30 anos que acredita nos seus sonhos e que vive para os fazer acontecer. Convicta de que apenas com trabalho e total empenho se alcança a excelência, é uma apaixonada pelos projetos em que se envolve e concretiza.

Qual é a sua formação?
Licenciei-me em Engenharia Civil pela Universidade de Coimbra em 2006, com a especialidade de Mecânica Estrutural tendo prosseguido o meu percurso profissional e académico em Madrid com a conclusão do Mestrado em Reabilitação de Edifícios pela Universidade Politécnica de Madrid em 2008 e uma Pós-Graduação em Design de Interiores pelo IED Madrid em 2009.

Como e quando nasceu a marca MIDD DESIGN?
Após sete anos de experiência laboral, nacional e internacional, na área da engenharia e da construção, já em Portugal, decidi que o Design de Interiores iria deixar de ser apenas uma paixão para se tornar um modo de vida. Assim, nasce a MIDD DESIGN na qual sou CEO e Diretora Criativa, com o objectivo de alear as minhas duas áreas de interesse: a Reabilitação do Património Arquitectónico ao Património Cultural, através das tradições.
A MIDD DESIGN foi criada em Julho de 2013 com o intuito de reinventar as Tradições Portuguesas através do Design.

Quando tinha 6 anos de idade o que gostava de ser quando fosse grande?
Não tenho ideia do que queria ser mas sei que adorava desenhar, pintar e sei que passava horas e horas na varanda da casa dos meus pais a ver a construção dos restantes edifícios da urbanização, em Coimbra. Comia mesmo muito mal e aquela era a única maneira de me distraírem nessa árdua tarefa. Portanto, curiosamente talvez já ai houvesse uma tendência para a construção.

Onde começa a sua paixão “pensar” e “criar” objetos de design?
A Paixão de pensar e criar objetos de design surge na sequência do conceito da MIDD DESIGN. Sensibilizada com as dificuldades em manter vivos os processos de produção artesanais e totalmente manuais, quis fazer renascer as técnicas portuguesas que se encontravam em vias de extinção.
Tento sempre criar peças modernas mas com história e personalidade. Os nossos clientes sabem que ao adquirirem uma peça MIDD DESIGN estão a criar uma forte relação entre as raízes de um passado histórico e a modernidade dos nossos tempos.

Que tipologias de peças são pensadas e criadas na MIDD DESIGN?
A MIDD DESIGN aposta na produção e comercialização de produtos de design para decoração.

A MIDD DESIGN recorre a matérias-primas nobres e com identidade portuguesa, como surge esse encontro entre a marca e a tradição?
Todo o trabalho de desenvolvimento de uma coleção começa por uma grande pesquisa histórica e cultural de Norte a Sul de Portugal. Procuramos não só técnicas tradicionais mas também os respectivos processos de fabrico originais. Cada técnica recriada representa uma nova coleção para a marca. As peças são totalmente portuguesas. Desde o fabrico, passando pelos próprios materiais.

Quando criou a marca, qual o segmento que pretendia atingir, o que tinha em mente?
Sendo o princípio fundamental da marca valorizar o património cultural português, tornava-se compreensível a minha preocupação em consolidar o produto em território nacional. No entanto, a internacionalização tem sido desde o inicio o meu grande objectivo, queria levar o design e as tradições portuguesas além-fronteiras.
Passou pouco mais de um ano desde o lançamento da marca e neste momento posso dizer que o objectivo foi francamente alcançado. A marca pretende continuar o trabalho de internacionalização que já começou e tem vindo a desenvolver. O nosso segmento é o mercado global, médio-alto.

Quais são os seus pontos de venda?
Em Portugal, os nossos produtos podem ser adquiridos em lojas de design e decoração um pouco por todo o país ou através do nosso site,  www.middddesign.com. A lista de pontos de venda dos nossos produtos poderá ser consultada também na nossa página.
Estão ainda previstos, até ao final do ano, novos pontos de venda e o lançamento da Loja Online (Setembro).

Como contacta com os seus clientes?
O contacto é feito de uma forma totalmente personalizada. Os nossos produtos sendo totalmente manuais e únicos são perfeitamente ajustáveis a cada situação e projeto. Temos uma equipa que apoia e acompanha os clientes privados e profissionais em cada desafio.

Cada peça é pensada e criada já com um cliente em mente? Ou simplesmente cria o que considera importante criar?
Como disse anteriormente, as nossas peças são totalmente personalizáveis em tamanho e cor. Pelo que, as coleções base que se encontram nas lojas, são uma mostra que criamos de forma a abarcar as necessidades mais comuns.
Mas na maioria dos casos, o cliente gosta de ter uma peça ainda mais especial e a coleção acaba por ser apenas uma base de trabalho para a imaginação e necessidade específica de cada cliente ou profissional.

Como surge a sua participação no Lisboa Design Show?
A participação surge pela primeira vez em 2013, ainda a MIDD DESIGN estava a dar os seus primeiros passos. Na altura achei que sendo uma marca com um enorme cunho português, antes de a apresentar no estrangeiro havia que a dar a conhecer por cá. E o LXD é sem dúvida o evento nacional de referência nesta área.
Foi a primeira feira em que a MIDD DESIGN participou pelo que, terei sempre um carinho especial por este evento.

Numa frase criativa como comunicava o LXD?
Viver o LXD significa promover Design e partilhar Portugal.

Considera importante a realização de um evento de design português com projeção nacional e internacional?
É fundamental a realização de um evento nacional que promova os designers e marcas portuguesas. A grande maioria das marcas portuguesas reconhecidas internacionalmente são totalmente desconhecidas no âmbito nacional. É necessário alterar esta tendência e o Lisboa Design Show tem esse papel de relevo.

É uma das curadoras da CASA IDEAL´14. Como surge este projeto?
O projeto CASA IDEAL 2014 surge do desejo de partilhar o conceito e filosofia MIDD DESIGN alargado a um espaço e não só a um produto.

O que têm de diferente o projeto casa ideal´14 quando comparado com outras edições?
A CASA IDEAL 2014 será este ano um espaço de valorização de marcas portuguesas. Pretende-se criar um espaço de mostra nacional de referência, contando com a conjugação de um conceito de luxo aliado à tradição e historicidade das peças de design português.
Sendo o LISBOA DESIGN SHOW um evento que promove o Design nas várias disciplinas (Produto, Moda e Interiores), este ano e pela primeira vez, a Moda fará parte integrante da Casa. Foram criadas personagens reais que habitarão a casa durante o evento.
Este ano, existe ainda a particularidade da casa ser real e ter sido feita de forma totalmente personalizada para o evento. A CASA IDEAL será um novo modelo de habitação da empresa GROWITHEWIND (em parceria com a IMPRILAR) e estará à venda e pronta para entregar após o evento.

Considera a CASA IDEAL um projeto aliciante e um desafio que quis agarrar por tudo o que ele representa?
A CASA IDEAL 2014 é para mim um projeto aliciante em todas as suas vertentes: coordenação de projeto, gestão de obra e ponto de encontro de profissionais de variadíssimas áreas. Enquanto MIDD DESIGN, será um desafio gratificante que servirá de mostra do conceito da nossa marca ao público em geral.

É uma dos designers de interiores da CASA IDEAL. Qual é a sua divisão?
Sim, serei designer da Sala e Hall de Entrada da CASA IDEAL.

Quer falar-nos um pouco do conceito pensado para a Sala de Estar?
A Casa está este ano dividida em duas áreas distintas: área social e zona privada. Serei responsável pelo projeto de Design de Interiores de parte significativa da área social, que é sem dúvida a zona de lazer dos habitantes da casa.
A sala será a fusão perfeita e subtil do Design com a Tradição portuguesa, que é o princípio de inspiração da MIDD DESIGN.

Além da casa ideal, a marca MIDD DESIGN também vai estar na área de exposição do Lisboa Design Show. Que novidades podemos encontrar no seu espaço?
Este será o segundo ano que a MIDD DESIGN participa no Lisboa Design Show. Nesta edição, lançaremos a nova coleção que significa a apresentação de uma outra técnica/tradição portuguesa.
Ainda durante o evento, a MIDD DESIGN apresentará a sua vertente ecológica numa conferência organizada pelo Coração Verde.

Considera-se uma empreendedora?
Sou, acima de tudo uma lutadora e gosto de desafios, de criar, de lançar projetos e de vê-los crescer. Nessa perspetiva, acho que sim que sou empreendedora. Sendo engenheira de formação, gosto de construir e fazer acontecer. Penso que, esta mistura de criatividade e ciência faz com que seja uma sonhadora de pés bem assentes na terra.

Que mensagem deixa para os jovens designers que ambicionam criar a sua marca?
Penso que o fundamental é determinação, persistência e trabalho. Acreditarem na qualidade dos seus produtos e não desistirem dos seus objectivos.

O que mudaria no nosso país para aumentar a expressão do design nacional?
Penso que era fundamental estimular e fomentar o Design nas escolas desde cedo. Falta criar uma maior sensibilidade para esta área.
Noutra vertente, penso que seria extremamente importante aumentar a divulgação dos produtos de design nacional nos meios de comunicação e estimular uma maior união entre os vários profissionais da área.

Qual é o seu “ídolo” no mundo do design? Nacional e Internacional, porquê?
Acompanho o trabalho de vários designers no âmbito nacional e internacional no entanto, não tenho num ídolo em específico.

Se tivesse que impressionar, para ser contratada pelo melhor gabinete de design de equipamento do mundo, o do seu ídolo, em duas frases o que escrevia?
Tal como em qualquer outro projeto em que acredito, diria que me empenharia e daria o meu melhor.

Há horas do dia para fomentar a criatividade?
Penso que não existem horas do dia para fomentar a criatividade mas creio que existem locais que têm esse poder.

Qual a sua fonte de inspiração?
Inspiro-me no olhar atento sobre o meu quotidiano: em viagens, nas inúmeras pessoas que conheço, nas tradições portuguesas e em pormenores arquitectónicos de edifícios históricos.

Qual o designer nacional e internacional que gostariam de privar durante um dia?
Escolhendo uma designer nacional, escolheria Nini Andrade Silva. Sem dúvida um exemplo de força e determinação.

Curiosidades sobre Lígia Rézio

Género musical preferido: Pop Rock, Jazz e Electrónica
Género literário preferido: Romance e poesia
Livro de cabeceira: Muitas revistas, adoro revistas!
Um livro que a tenha marcado: Principezinho, Antoine de Saint-Exupéry
Nas férias: praia ou campo? Praia, sem dúvida.
Um destino de férias (nacional ou internacional): Florianópolis
Pratica alguma actividade física? Caminhada
Em férias, qual o destino nacional que recomenda? Tróia
Qual a sua cor favorita? Ausência de cor – Branco e Bege
Qual o seu fruto favorito? Morango
Divisão da casa favorita? Sala
Divisão da casa onde passa mais tempo acordado? Zona de trabalho
Prefere trabalhar em casa ou fora de casa? Fora de Casa
Prato preferido da gastronomia nacional: Bacalhau à Brás
Sobremesa preferida da gastronomia nacional: Pão de Ló de Ovar
Água, vinho ou cerveja? Água
Têm algum animal de estimação? Como se chama? Não tenho