Guilherme Almeida – Fluidity – Vencedor do Concurso Design to Sale

Licenciado em Arte e Design, e posterior mestrado em Engenharia e Design de produto, Guilherme Almeida sempre teve prazer em construir coisas. O Concurso Design To Sale será a porta para o lançamento da marca.

Como surge a sua marca?
Há algum tempo que a ideia de desenvolver uma marca rondava os meus planos de forma a dar corpo às ideias que me iam surgindo. O desafio da LXD serviu de mote à iniciação desse projeto.

Que materiais utiliza nas suas criações?
Os materiais usados são definidos de acordo com os requisitos específicos de cada peça – comportamento mecânico, aspectos visuais, tácteis – no entanto, pessoalmente, gosto de combinar madeira com materiais metálicos.

Quando surgiu o interesse pelo mobiliário? Foi algo que surgiu em criança?
Sempre me deu prazer projetar e construir coisas, embora não tivesse essa noção em criança; na verdade, só tive noção de que queria fazer disso um modo de vida quando já estava na universidade.

Qual a sua formação?
Mestrado em Engenharia e Design de Produto após a licenciatura em Arte e Design.

Tem tido os apoios necessários para avançar com a sua marca?
É um projeto muito recente. Para já tenho contado com o apoio da LXD. Vou continuar a trabalhar para que possam surgir mais parceiros.

Qual a importância do LXD para a sua marca?
Uma vez que o projeto nasceu em resposta ao concurso lançado pela LXD, tem toda a importância.

Como tomou conhecimento desta iniciativa – Design to Sale?
Através da newsletter da organização do LXD.

Já tinha participado  no LXD em edições anteriores?
Sim. Com trabalhos que acabaram por ser selecionados.

Como recebeu a notícia sobre a selecção do seu projecto? Estava à espera de ganhar?
Não estava à espera, mas tinha esperança. Na altura andava ocupado com outros projetos e acabou por ser tudo muito rápido, mal tive tempo para “digerir” a notícia, mas fiquei contente, claro.

Considera importante este tipo de iniciativas?
Sim. É uma iniciativa importante para dar a conhecer o nosso trabalho e tirar projetos das gavetas.

Qual o contributo que espera para a sua marca? É crucial para o desenvolvimento/crescimento da sua marca?
É muito importante. No meu caso, vai servir para lançar a marca. Espero que corra bem.

Na sua opinião, o concurso Design to Sale cumpre o objectivo de fomentar a aproximação entre a indústria e a capacidade criativa?
Parece-me um bom ponto de partida para tornar a indústria mais criativa e diferenciada. Ambos os lados têm características que conjugadas, podem ser importantes para vingar no mercado.