Djanaina Vaz Turpin

Directora Criativa da D.VAZ – Djanaina Vaz Turpin

Djanaina Turpin, natural da Guiné-Bissau, modelo profissional  e fashion designer há 12 e 6 anos, respectivamente, é a directora criativa da  marca que criou em 2009, enquanto estudante no Senegal.

Influenciada por uma amiga, hoje cria peças para vestir homens e mulheres que se preocupam com a imagem e seguem as tendências da moda. Por isso, aposta no Lisboa Design Show  para  promover a sua marca e vender as suas peças.

Admiradora do trabalho da Donatella Versace, da Micaela Oliveira e do incontornável estilista Augustos, acredita que cada um de nós tem a sua sorte, como tal, nunca devemos desistir dos nossos objectivos.

Como surge a marca D.VAZ? 
A D.Vaz surgiu em 2009, no Senegal (Dakar) onde estava a estudar na época.

Djanaina Vaz Turpin é modelo profissional e directora criativa da D.Vaz, como concilia estas duas actividades?
Digamos que com 12 anos de carreira como modelo já é tudo natural e não é necessário muitos esforços, e também tenho bastante tempo livre para poder dedicar-me às duas actividades.

A D.VAZ é uma marca de vestuário TRENDS, com algumas inspirações. Quais?
Por agora as minhas inspirações tem sido tecidos africanos, mas espero e conto utilizar outros tecidos, outros padrões.

Que tipos de peças podemos encontrar nas criações?
Calças, macacão, camisas, blazers e vestidos, etc…

Qual o segmento da D.VAZ?
Casual Chic

É pensada para que tipo de mulher? Urbana, Clássica, etc etc
Para jovens, mulher Urbana, mulher e homem de negócios que andam sempre na correria do dia-a-dia, mas que também querem estar na moda e bem apresentáveis.

Já aconteceu passar na rua e encontrar alguém a usar as suas peças? Qual é a sensação?
Nunca, :(.
Mas se tivesse acontecido aposto que seria uma sensação de orgulho e satisfação.

Quando tinha 6 anos de idade o que gostavam de ser quando fosse crescida? Modelo ou Designer de moda?
Hum, não me lembro, lol, mas tenho a certeza que não era modelo e nem designer de moda.

Costumava fazer a roupa das bonecas?
Não, mas gostava muito de fazer tranças nas minhas barbies.

Lembram-se de alguma peça de roupa que tenha feito nessa altura?
Nunca fiz peça de roupa quando tinha 6 anos.

Qual a vossa formação?
2º ano de Gestão Internacional

Qual foi a sua motivação para criar a D.Vaz? Oportunidade? Simplesmente vontade de criar? ….?
A motivação, foi uma amiga minha que na época era estudante de Design moda no Senegal, ela pedia-me sempre opiniões na escolha do tecido, do modelo etc… Aos poucos descobri que gostava disto e dai surge a ideia de criar a minha marca. Sabia que tinha tudo para dar certo e que não perdia nada ao tentar. Mas também tinha vontade de criar.

Qual a importância do Lisboa Design Show e o Africa Fashion para a D.Vaz?
Este tipo de evento é sempre importante para qualquer jovem criador.
Sei que através do Lisboa Design Show e o Africa Fashion a D.Vaz tem a oportunidade de divulgação e venda dos seus produtos.

Como define o LXD e o Africa Fashion numa frase criativa?
É a primeira vez que trabalho com o LXD e o Africa Fashion, portanto não tenho muito a dizer. Mas também já ouvi falar e pelo que ouvi são muito profissionais, criativos e organizados.

Os Jovens designers têm “Palco” em Portugal?
Tem, mas muito pouco. É preciso mais apoio. É muito mais fácil subir com as “cunhas” de que com os apoios.

É fácil para um jovem designer ganhar proximidade junto dos media em Portugal?
Uma vez divulgada a marca, e com a participação em eventos como o LXD os media vem atrás. É preciso saber por onde começar.

Que mensagem deixam para os jovens designers que ambicionam criar a sua marca?
Eu diria ou digo ” Não desistam nunca, não é um ramo fácil , mas cada um com a sua sorte.

Qual é o vosso “ídolo” no mundo do design? Nacional e Internacional, porquê?
Nacional, Micaela Oliveira e o Augustus que é uma pena já não estar entre nós. Tive a oportunidade de trabalhar com ele algumas vezes e era um homem e um estilista magnífico. A nível internacional Donatella Versace.

Qual o designer nacional e internacional com quem gostariam de privar durante um dia? E o que lhe diria?
Adoraria que fosse com Donatella Versace.
O que lhe diria???… lol falava de certeza da minha admiração pelo seu trabalho e pediria conselhos para conseguir levar a D.Vaz pelo mundo.

Qual o seu sonho profissional?
O sonho de qualquer Designer de Moda acho, é ser reconhecido e dar a conhecer a sua marca nível internacional.

Há horas do dia que fomenta a criatividade?
Sim, depende muito, por vezes vejo uma pessoa com uma peça de roupa que acho gira, faço logo questão de desenhar no meu skecth book e depois faço as minhas modificações, ou simplesmente penso numa peça que gostaria que fizesse parte da minha colecção e começo a fazer o esboço.

Qual a sua fonte de inspiração?
A minha fonte de inspiração é no meu dia-a-dia com as pessoas, com revistas, com a fashion tv etc…

Considera que a mulher portuguesa segue as tendências da moda?
Sim

Repara na forma como as pessoas se vestem e conjugam os acessórios de moda?
Sempre… gosto muito de apreciar esses detalhes.

Para si o que é estar na moda? Há um padrão? Regras?
Não creio que existam regras.
A moda é tipo um círculo, vai e volta, mas no fundo cada um tem o seu estilo próprio.
Mas acho que estar na moda é seguir as tendências baseando-se no seu estilo.

Quando se olha ao espelho sente que está na moda?
Faço por isso. lol Portanto acho que sim.

Na sua opinião, qual é o conceito de estar bem e mal vestida?
O conceito de bem vestido ou mal vestido depende muito do conciliar das peças e da forma que assenta.

Consideram importante que a mulher deve ter vários tipos de peças, que definam estilos destintos, de acordo com a ocasião?
Sim, é indispensável.

Que tipo de roupa aconselha a uma mulher urbana que se preocupa com o que veste/usa, de acordo com as situações seguintes:
– Fim-de-semana numa tarefa de compras e passear na rua: Umas calças de ganga e um top ou uma blusa leve, fresca.
– Jantar de negócios: Um vestido elegante mas nada muito decotado.
– Jantar com amigos: Algo relax, vestido ou calças e top.
– no trabalho: Fato elegante mas formal

Quais as peças essenciais no guarda-roupa de uma mulher?
Calças de ganga
Casaco de cabedal
Calças de cabedal
Um vestido vermelho sexy

Qual a sua peça favorita, aquela que não dispensa no seu guarda-roupa?
Calças de ganga.

Curiosidades sobre Djanaina Turpin

Género musical preferido: R&B, Kisomba e Afro House
Género literário preferido: Dramático
Autor preferido: Dan Brown
Realizador preferido: Não tenho
Filme preferido: Titanic, Fast and Furious
Livro de cabeceira: Não tenho
Um álbum que o tenha marcado: The Diary of Alicia Keys
Um livro que o tenha marcado: Vendidas, Filhos da droga.
Um filme que o tenha marcado: Hotel Ruanda
Nas férias: praia ou campo? Praia
Um destino de férias (nacional ou internacional): Guiné-Bissau
Pratica alguma actividade física? Não
Em férias, qual o destino nacional que recomenda? Albufeira
Qual a sua cor favorita? Preto
Qual o seu fruto favorito? Ananas
Divisão da casa favorita? Quarto
Divisão da casa onde passa mais tempo acordado? Sala
Prefere trabalhar em casa ou fora de casa? Em casa
Prato preferido da gastronomia nacional: Bacalhau com natas
Sobremesa preferida da gastronomia nacional: Pastel de natas
Água, vinho ou cerveja? Água
Têm algum animal de estimação? Como se chama? Não tenho.